quinta-feira, 31 de maio de 2012

Uma Aventura nas Terras do Ouro.

Com os irmãos mais novos chegava a ser indiferente, mesmo assim tenho boas lembranças dele. As viagens: agente viajava  muito. Pequenas viagens, assim de dormir um dia fora de casa se é que você me entende. Jesuíno era o nome de meu pai, morreu novo as 55 anos. Ele era carpinteiro profissão muito bonita, mais ele não gostava de ser. Ele gostava de comercio mais não era bom nisso as vezes tratava mau as pessoas, os clientes. Meu pai era um ótimo cantor eu gostava muito de ouvir suas canções, ele cantava umas canções de Lupicínio Rodrigues eu acho, algumas de Paraguaçu. Cantava de Lupicínio o samba canção; Vocer parece uma Brasa. Era assim ;  Você parece uma brasa, toda vez que chego em casa dar-se logo uma expluzão... ciúmes de mim não acredito...pois meu bem não é com gritos que se prende um coração...Eu gostava muito de ouvir na garupa do seu cavalo. Meu pai cantava muito muito bem. Do Paraguaçu ele cantava , Perdão Emília... E lá ia nois estrada a fora sem medo de ser feliz. Viajava para o ouro pra compra requeijão e manteiga e o que encontrasse, porco , galinhas, cabras e carneiros gordos. Meu pai tinha banca na feira. Para abastecer a barraca. Numa dessas vezes ele chegou em casa todo feliz e disse pra mamãe:- Donata não vamos mais ter problema com o leite das crianças! mamãe falou porque? -porque eu comprei uma cabra leiteira, a bicha dar 2 litros de leite. Mamãe  falou: -que beleza mais cade? ele respondeu: tá no ouro, comprei numa fazenda lá. -Agora é só trazer paguei uma fortuna pela cabra. Meu pai era um homem muito bruto,  tinha o coração muito  amargurado nunca soube direito por quer? mais eu sentia isso até nas musicas que ele cantava. Ele cantava assobiava adorava andar assobiando, eu chegava a ficar com vergonha do assobio dele em qualquer lugar. Coisa de menino onde já se viu ter vergonha do pai. É onde já se viu ter vergonha do pai? hoje sei que todo filho tem num determinado momento da vida tem vergonha dos pais, porque fala alto, ou porque fala baixo, ou porque é feio, ou porque é magro ou porque é gordo, o fato e que todos os filhos tem vergonha dos pais. Só sei que essa história da compra dessa cabra leitera, sobrou pra mim, muito deu titulo a esse texto, me fez amadurecer muito por isso foi um grande prazer passar por aqueles momento de tantas tomadas de decisões tão importantes na minha vida. Meu pai era um homem solitário eu sentia isso nele, nas brincadeiras dele, ali eu não ainda não tinha uma   noção do que era solidão, mais eu sentia isso  nas musicas que ele cantava. Essas viagens pra o ouro nos traziam muito prazer, só de tá ali com meu pai já era muito gratificante sem falar que agente faltava na escola, que desde antes daqueles tempos já não era atraente, e continua não sendo até hoje, falta eu acho de uma dinanmica melhor, participação dos alunos nas formulação das aulas. Vejam: todo menino ou adolecente gosta de aparecer, então é só chamar aqueles mais desenibidos pra elaborá as aulas juntos com o Professor, e ver no que  dar. e pronto. Voltando na viajem pra o ouro tinha o fato que era uma viajem tinha o frescor da manhã , e o calor da tarde, a agua fresca da serra de João Vital.

UMA AVENTURA NAS TERRAS DO OURO.

IV Capitulo de : Uma Aventura nas Terras do Ouro.

Em 1950 comessou um movimento em pro da emancipação da cidade, esse movimento pelo que eu sei era encabeçado ´por Hervercio Carvalho Lemo. Ele tinha um serviço de auto falante, chamado; ''A VOZ DA LIBERDADE'' que era uzado entre um anuncio e outro ele conclamava a cidade a lutar pela sua emancipação; e em dezembro de 1952. Coaraci se emancipava grassas a um decreto do Governador Regis Pacheco. O primeiro prefeito foi eleito. Aristides de Oliveira, que por sinal nem morava em Coaraci. Curiosidade; mesmo emancipada a cidade continuou com o mesmo nome. Coaraci. A festa de emancipação foi muito bonita, as escolas desfilaram como em 7 de Setembro, minha mãe fez o que pode e o que não pode, para compra roupa pra mim desfilar, já que eu era da fanfarra  eu tocava caixa ou repique. As escolas se juntaram e fizeram um desfile maravilhoso. A fanfarra unificada para fazer barulho multiplicado é pena que eu não guardei uma fotografia, em 52 eu tinha 9 anos. Meu pai sempre foi muito indiferente a tudo isso; Escola, festa de escola, professoras, em que ano agente tava, ele queria mesmo era que agente se matasse no trabalho com ele. Hoje como pai eu vejo o quanto meu pai era estranho comigo, com meu irmão mais velho, era mais estranho ainda. Vamos descontrair um pouco. Vou falar mais um pouco de cinema: Um dos maiores filme que eu assistir naquele tempo foi, O Homem da Mascara Ferro, Seriado espetacular sim naquele tempo tinha os seriados no cinema, passava depois do filme. Flash Gordon Conquistando o mundo, e Flash Gordon no Planeta Marte. 1953.Eu não perdi um, imaginem; eu tinha 10 anos ia pra o cinema como gente grande, pra geral sim, os cinemas tinha geral, para pessoas com menos dinheiro. Salomão e a Rainha de Sabá, grande filme da epoca, mais quem  encantava agente era Tarzan os filmes de Tarzan era casa cheia. Bufalo Bill, Robin hood, o cachorro Rin Tin Tin, Capitão Marvel, Johnny Mcbrown. Filme: O Ultimo Por do Sol, Vampiro da Noite, Paixão e Morte de Jesus Cristo, era uma choradeira que precisava passar um pano no chão do cinema Vingança de Frankstein com Cristopher Lee, saudade da Greta Garbo. Mais tinha uma vida muito divertida la fora do cinema, que era as figuras foocloricas da cidade, como pé de banha, menndengue, gogo de sola, o rei zulu, zé dunda e outros, que as vezes vinham da roça aos sabado ra feira, e na feira enchiam a cara de cachaça  e viravam atração. Por falar em cachaça na quele tempo tinha uma cachaça fabricada na região que era o maximo dizem os que beberam chamava '' Cachaça Sedutora'' tinha tambem os Cantadore de Feira, e os Esmolé que pediam cantando, cantavam pedindo esmola com quatro cinco filhos em volta.


terça-feira, 29 de maio de 2012

coaraciençe

-Minha infância foi maravilhosa. Eu ia muito ao cinema o cinema me proporcionou muita cultura bastante esperteza. Existe muita diferença de um menino frequentador de cinema de outro que não. Os grandes atores da época: Eram Rock Lane, Durango Kid  Klac Glebo, Tirone Power, Alan Laade, Sofia Lorem, Gina Lolobrigida, Ava Gardner, Oscarito, Grande Otelo, Ancelmo Duarte, Bill Eliot. e muitos outros. Encheram minha vida de fantasia e aventuras. Naquele tempo não existia termo adolescência naquele tempo era menino  veio. Pra nos do nordeste moleque era chingo.
- Lembrei de alguns Atores que me fazia fugir de casa pra ir ao cinema, custasse o que custasse: Gregory Peck, Herry Fonda, Antonny Quin, James Cagney, Kirk Doglas, Errol Flynn, Alan Lade, Rod Cameron. Ou infância boa da peste.

III Capitulo: Uma Aventura nas Terras do Ouro:

Minha infância foi uma aventura de tira o fôlego, com uns 8 anos de idade, eu já me sentia um adulto, levantava meu pai me chamava bem cedo, assim umas 5 horas da manhã pra ajudar ele matar carneiros. Ele gostava de me chamar por que eu nunca reclamava, e assim eu me sentia muito útil. Meu irmão que é mais velho ele não chamava. Naquele tempo as crianças nordestinas quase não tem ou não tinha infância, praticamente já nasciam adultos. A vida era e é ainda muito difícil, mais para mim fascinante. Agente corria muito atraz de animais ou na frente deles quando era bois, com 12, 13 é 14 anos tínhamos que ser adultos era a lei da sobrevivência.
 Estudar! Era se desse. Estudar não era tão obrigatório como hoje.
-Gosto e sempre gostei de política, na campanha de Presidente da Republica em 1950. Eu tinha 6 anos agente morava na rodagem  a que ligava e liga Coaraci com o resto do mundo Fantástico  não? e nois morávamos ali. Depois de muitos anos fiquei sabendo que Getúlio Vargas naquela época tinha vindo em Ilhéus. Nesse dia a cidade de Coaraci ficou em pavorosa, eu ainda não saia de casa sozinho. Mais os carros passavam em comboios pra o comissio  de Getúlio, lembro que agente cantava um jingo da época.:Assim: Getúlio no Catete e Juraci tomando cassete, Getúlio no Catete e Juraci tomando cassete. Quanta alegria pra nada, porque Getúlio 3 anos depois viria a se suicidar.
-A Barragem é porque passa o rio Almada e numa meia queda d´agua construíram uma hidrelétrica que abastecia a cidade de energia elétrica, a vinda de Getúlio Vargas a Ilhéus se deu, por Ilhéus ser a Cidade mais importante do Sul da Bahia, ou da Bahia toda. afinal Ilhéus foi o nome de uma das Capitania Hereditária, cujo capitão foi George de Figueiredo Correia, a qual Coaraci pertencia. Tudo isso pra dizer que por ali passavam todos que moravam ou que moram em toda região. Os caminhões  ia levar os correligionários para o comissio  tinha que passar por ali. Estrada de terra batida. muita poeira, era uma poeira danada. Ficávamos todos na porta das casas vendo passar os caminhões cheio de gente soltando fogos e cantando. Uma festa da Democracia.



Texto sem revisão de Euflavio Gois.


 o



continuação.Coaracciençe.

Foram tantas as alegrias, que eu acho que deus gosta mais de mim do que eu dele. Eu confesso que não sou ateu  mais sou um pouco incrédulo, até sofro um pouco com isso, eu queria ser uma pessoa da igreja mais não consigo acreditar em padre, bispo ou papa, muito menos em  pastores, eu sou assim sou apaixonado por história. Mesmo assim eu me acho um premiado vim pra São Paulo com 18 anos e estou aqui até hoje. estou aposentado moro com minha família, mais sobre isso falo depois. Gosto de fazer coisas extraordinárias, gosto de musica, de futebol, de atrétismo de cinema , de ler, de  escrever, de uma boa amizade, gosto de todos os animais, mais tenho os preferidos, os que estão em primeiro lugar no meu coração como gosta de dizer minha filha. O cavalo pela sua utilidade e força e também pela sua grande contribuição pela humanidade, é o primeiro em meu coração, depois vem o macaco pela sua semelhansça com nois e o cachorro pela sua lealdade com o seu dono. Os outros eu gosto de todos, tenho grande admiração pelos felinos, pelas aves de rapina. Tenho grande respeito pelas nações indígenas. Quando eu era criança eu sempre tive um bichinho de estimação como: Carneiro, galinhas, um pintinho, tive um cabrito e até uma jeguinha, é muito saudável essa cumplicidade, entre as crianças e os animais. Isso torna as pessoas muito mais humanas eu acho. Tive um irmão que tinha um grilo, todo dia  ele acordava mais cedo do que todo mundo pra ir la no fundo do quintal ver o grilo, mamãe falava - onde você tava menino?  -ele respondia; eu tava vendo meu grilo lá no fundo do quintal, agente dava muitas rizadas. Até que um dia ele não achou mais o grilo, chorou muito precisou mamãe falar:- você acha outro meu filho. Mais não impedio que ele ficasse muito tempo grilado. Na beira do rio tinha um areião tipo praia, tinha lá um bisorinho chamado caravela agente brincava muito com elas. Elas faziam um buraquinho no chão é entrava lá pra dentro agente enfiava um talinho de capin ai ela saia  agente pegava com cuidado é amarrava com uma linha elas tinha um ferrão que picava agente uma ferroada muito doida, elas amarradas   fazia um barulhinho de asas. Era muito muito legal aquele tempinho. Agente gostava muito de caçar passarinhos, com estilingue  e balas de argila agente pegava a argila no rio depois de amassar fazia bolinhas colocava pra secar no sol, depois ia pro mato cassar. Eu nunca matei um passarinho. A vez que eu cheguei mais perto de matar um, acertei no pescoço de um ele caio do arame onde ele estava, eu fui lá e peguei ele no chão desmaiado tinha ferida debaixo do bico, eu passei um pouquinho de cuspe no ferimento, depois coloquei ele no bouço da ir a pouco eu só ouvi o  barulho do vou dele. foi embora.

segunda-feira, 28 de maio de 2012


Eu um Retirante.

-Família recém chegada de Sergipe ainda estava se adaptando na  nova cidade Coaraci -BA nossa família
 era um pouco numerosa mesmo  perdendo três irmãos com sarampo recolhido, ainda tinha ficado três, Reginaldo, Maria Elza e Eu, mas eu também quase fui embora por picada de cobra ou mordida, ou sei lá como se diz... so sei que a familia ia me perdendo também.
Mais deus ajudou que não era meu dia e sim o da cobra. Criança é como  veio também tem medo de tudo: De bicho , de veio, de lobisomem, de bêbado, de doido, de tudo mesmo tem alguns meninos destemido que não tem noção, por isso não tem medo de nada. Eu era criança lembro que tinha muito medo de um veio chamado Zé Barateiro eu morria de medo desse veio. Voltando a falar dos medos que o idoso tem : Ele fica apavorado quando morre um idoso conhecido dele. Ele penca: quem será o próximo? Ai lembro do grito da minha mãe:
-Menino isso é uma cobraaaaa!. A dona  Amélia  de Dudu: Guarda da Prefeitura  da Cidade, amiga recente, que agente tinha acabado de conhecer, ficou apavora com o grito que mamãe tinha dado é procurou logo arranjar um pau pra matar a cobra. Eu só lembro que a matança da cobra se transformou na grande atração da tarde.
Agente passa mais da metade da vida com medo, até porque o medo é a nosso grande defensor é parceiro.
É medo de ser saltado, de ser atropelado, de não casar, de não crescer ficar baixinho, de ser mandado embora do emprego, de não passar no teste de volante,  de não passar de ano, de levar tiro é tantos outros medos que nus persegue que eu ficaria o dia todo escrevendo. Mai vamos lá.
Nos chegamos em Coaraci em 1949. Eu tinha 5 anos como já disse. Foi uma viagem muito longa, a minha primeira viagem de mais de 800km. A viagem foi de caminhão do tipo Pau de Arara, minha  primeira viagem de Pau de Arara, acho que passamos 4 dias de viagem, eu e mais dois irmãos pequeno e minha mãe esperando mais um que nasceu em Setembro desse mesmo ano. Lembrei mais de alguns medo: medo de perder a hora, de viajar de avião, medo de morre é ir pra o inferno. Cada um de nos temos medos de coisas diferentes, eu por exemplo tenho medo dessas coisas mais do que do diabo: Tenho muito medo de crianças, de motoqueiro, de facada , de ser atropelado, de doenças braba, como:câncer,  tuberculose. HIV hepatite.ou seja todas doenças que deixa agente feio.
Agora vou falar das alegrias. Minhas maiores alegria , quando aprendi a ler acho que foi minha maior alegria. depois vieram as outras, quando aprendi a sair sozinho de casa, quando aprendi a nadar, quando aprendi a andar de bicicleta, quando aprendi a  montar é montar em animal, cavalos, mulas, burros. primeiro salário, primeiro dia na Faculdade, quando as trancos é barrancos me formei, quando nasceu meu minha primeira filha, meu segundo filho, é meu terceiro filho, isso foi explosão. Outra alegria muito muito grande foi quando deixei de beber, é de fumar. Quando vir os pedreiros  começando levantar minha caso resumindo tive muito mais alegria do que tristeza.Talvez eu fale das tristezas não sei ainda.


Texto sem revisão de Euflavio Gois





sexta-feira, 25 de maio de 2012

UM BELO POR DE SOL.


''O CADAFALSO''

Na mente mutilada de um pobre
Condenado!
Que está preste a ser cruelmente
Enforcado.
Certamente ele está com todos os dedos
Cruzados.
E com grande esperança que lhe acalentalma.
Do futuro, do futuro enforcado:
É que o cadafalso se quebre.
Enguice e não abra, não abra!
E que o nó da corda, mal feito?
Tenha sido feito.
Que na hora ''H'' não funcione!
E seu pescoço não aperte, não aperte.

Que o Carrasco detraído!
O capuz tenha esquecido.
E sem estar encapuzado.
O seu trabalho nefasto.
Ele não possa fazer!

Ou o Padre: Que por motivo diversos.
No ato não pode vir?
Para ouvir do condenado.
O seu ultimo desejo.

E assim: Esse pobre possa ganhar alguns segundos,
Ou minutos importantes em sua vida.
Para que ele quem sabe possa ver?
O Sol nascendo outra vez...

       Autor: Euflavio Gois Lima.
                 Euflaviomadeirart.
              23 de Maio de 2012

Esse poema foi escrito no HC.
Enquanto,esperava uma consulta.

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Em Mim.

Vai tristeza vá embora!
Quero sorrir e cantar.
Quero brincar, dormir e sonhar!
Vem felicidade, em  mim passear.
E quem sabe: até morar.
Por que em mim tem dias de Sol!
E dias de Solidão...


        Autor: Euflavio Gois.
 Maio de 2012 Sãs Paulo.

terça-feira, 22 de maio de 2012

sábado, 19 de maio de 2012

terça-feira, 15 de maio de 2012



Dia de chuva muita chuva.
Muito frio, muito cachorro molhado.
Muito café, muito sofá.
Muita TV. Olá maio! viste junho por ai?
Muitissimo obrigado fui...

domingo, 13 de maio de 2012

''AUTO EXTIMA'' De Euflaviomadeirart.










Se eu não fosse eu...
Eu queria ser eu sou único
Uma alma generosa
Um amante apaixonado.
Que ama as florestas.
Que adora os  dias de Sol.
Ama também os de chuva
Gosta de uma boa musica.
Brasileira ou não, de um bom filme
Gosto do sabor da laranja.
Gosto das flores! Todas.
Das mulheres! Todas.
Das frutas! Todas.
Das cores! Todas.
Gosto da língua Portuguesa
Adoro viajar, dormir,acordar.
Sorri e até chorá;
Sou um amante da Arte.
Acho até que sou Artista?
Poeta ator, escultor? Escultor. sim!
O Brasil é o  meu pais!
Gosto de ser como sou:
Nem rico. Nem pobre!
Nem alto, Nem baixo!
Nem feio . Nem bonito?
Sou feliz. Eu sinto dor;
Sinto frio e calor.
Sinto raiva sinto amor,
A vida é maravilhosa como é.
Como é. Por isso se eu não fosse eu...
Eu queria ser euuuuuuuuuuuu...

                 Autor: Euflavio Góis.

 Coaraci-BA 2010.






























´´´´´´´´´´´´´´´´

VAI TRISTEZA.

Vai tristeza vai embora...
Quero sorri e brincar...
Dormir,sonhar e depois acordar.
Vem felicidade! vem em mim passear.
E quem sabe até morar, morar

Autor: Euflavio Gois.
Aão Paulo 2012.

''SABADO''




Sábado de manhã nada pra fazer.
O Sol está chamando:
Venham brincar
Eu estou aqui, aqui.
Brilhando porque?
Porque eu sou o Sol
O Sol!!!!!.



 Autor: Euflavio Gois.






sexta-feira, 4 de maio de 2012

terça-feira, 1 de maio de 2012