quinta-feira, 31 de março de 2016

''FRANK O REI'' continuação.

Tenho sentido muito a sua falta, ele preenchia a minha vida, tenho fotos lindas dele era um PIT-BULL errado, dócil de mais, o gato lhe tomava a cama ele ficava no chão enquanto o gato dormia nos seus panos, vivia com medo de qualquer coisa que entrasse voando onde ele tivesse. nois sorria muito do medo que ele tinha, eu saiia com ele sem a porra da focinheira, ele nunca precisou daquilo. uma vez uns policias nos abordaram para mandar eu por a focinheira nele eu falei que não precisava eles falou que levava eu e ele dai eu pus. Quando fora embora a viatura eu falava com ele você viu, você viu ele ficava olhando pra mim , bem nos meus olho, e assim agente ia vivendo muitto felizes. mais  quando eu pegava as meias e os sapatos ele já sabia que eu ia sair ai ele ficava triste não comia enquanto eu não voltava eu não acostumei trazer nada pra ele, mais não precisava trazer nada, os cachorros ama você por amar você e pronto. Ele são muito intensos acho que por viver muito pouco, pouco demais. E impressionante, falarei em todos os textos. no seus últimos trinta segundos de vida ele adquiriu  forças extras, levantou a cabeça e olhou o resumido espaço que ele tinha, me olhou profundo e morreu. E eu nunca o levei pra ver o mar! arrependimento não deu tempo, eles vivem muito pouco, não dar tempo pra nada. Amanhecia o dia e estava ali me esperando para mais um dia de aventura e eu estava sempre pra ele, aquele olhar  sempre me seguindo . ele ma achava muito lindo e eu era pra ele um Rei, eu era pra ele, como ele era pra mim.
Era um amor é um amor absurdo. Meu querido estarei aqui, sempre sentindo esse vazio. Um deserto, o fundo do Mar. Gostaria de saber onde você esta? gostaria de saber se você esta bem, se voce sente minha falta... Tenho a impressão que não fui legal com você, tenho a impressão que fiquei devendo muito pra voce meu lindo. Você nunca será substituído, nunca!
É claro que estou chorando, não sou de ferro, Você foi o bichinho mais importante é ainda  na minha vida. viver com você por perto foi maravilhoso, foi lindo, ganhei muita vida, muito bem estar, eu falava que voce era um cachorrinho de Deus lembra? eu falava. Espero que você arranje um anjo para lhe adotar. Por que aqui você teve cinco. Quero lhe pedir licença para viajar, sim Frank eu vou viajar, lembra aquela vez que eu viajei? você sofreu de mais, não comia, só comia quando não aguentava mais, meu lindo eu precisei fazer aquela viagem, precisei, agora vou precisar para ver se consigo trazer mais vida para mim e pra Dilma, ela ama viajar, vou também por ella. você vai me guardar dai de onde você estiver. Lembrarei de você onde eu estiver. Você será sempre o meu companheiro, correra comigo nas praias de Ilhéus correra. lembro das migalhas de comida que eu sempre deixava pra você e você comia com tanto gosto, da ultima agua que te dei, e como você bebeu. Meu filho desculpe algumas coisa desculpe. Desculpe por eu não ter te levado pra ver o Mar. Você só tinha 13 anos, eu pensava que você ia viver mais, muito mais... Vivera muito mais ai onde você estiver, veja se você consegue  me arrastar pra ficar com voce depoiskkk. assim viveremos juntos outra vez, outra vida.

quarta-feira, 30 de março de 2016

''FRANK REI'' Cotinuação.

O dia 8 de março foi um dia muito ruim, não me lembro por quer  eu tive que ficar fora por um tempo e a Gi ficou com ele. estou entendo lembra o que me fez ficar fora. coloquei ele deitado na área par ele ficar vendo a rua que ele tanto gostava, mas só saia se estivesse comigo.
Hoje dia 28/ 03 me bateu uma saudade muito grande dele, lembrei muito da companhia dele, eu acho que ele esta sentindo muito a minha falta. Eu tenho certeza, fico olhando os outros cachorros que vejo deitado nas ruas, nas estações de trem, nas marquises de lojas, me dar muito vontade de adota-los de leva esses bichinhos pra casa. penso que talvez eles gostam de viver assim em plena liberdade, de comer o que acha, ele gostam de comer tudo que ver, o meu só  comia comida industrializada, a base de conservantes, provavelmente essas comida são as causadoras de tantos problemas de saúde desses  animais, fico muito comovido, nunca mais serei o mesmo, sempre vou ter um olhar de carinho para esse bichinhos tão amoroso e tão desprezados na vida. O Frank era o seu nome. É o seu nome será sempre será. Imortalizei o seu nome no poema ''VULTO BRANCO'' Eu imortalizei. Ele tem um lugar muito quentinho no meu coração levarei ele sempre comigo aonde eu for. Ele era assim, adivinhava quando eu ia sai, ele ficava me olhando, me seguindo, quando eu pegava meias e sapatos e colocava na minha frente, ele só faltava chora, e as vezes até chorava baixinho. Nesse período da sua doença foi muito sofrimento muito.
Desde o dia que descobrimos aquele pequeno caroço no lado direito, tratamos de arranjar um bom veterinária através de conhecidos conseguimos um veterinária que cuidou dele, cuidou muito bem dele, foi comovente, ele se frustrou por não consegui salvar a vida dele. Não existe o normal sem o meu Frank não existe. Ele fazia muita diferença, os meus filhos também fazem, no meu jeito de ver a vida de viver com arte em fim de viver...Não tenho como colocar outro no seu lugar ele é um  ser insubstituível, além do mais eu não trairia ele, Dar dele esta me vendo, dar dele esta comigo e apenas eu não tenho capacidade de vê-lo!!! Até as pedras choram. Hoje eu estava esculpindo uma voluta de um violino e ouvindo a KISS. umas musicas que ouvíamos eu e ele me deu uma tristeza muito grande me deu! ele amava ficar comigo enquanto eu esculpia e eu com ele ali me inspirando. Meu Deus por quer não deixou ele mais um pouquinho comigo? por quer já sei  o Sr não gosta mais de mim né? Se o Sr poder me mande ele um pouquinho para ficar comigo eu preciso dele, A Dilma precisa de mim eu preciso dela, meu coração esta cheio de amor estou de asas quebradas, preciso voar no mundo que o Sr me deu, eu quero meu Deus! ele viveu tão pouco comigo, fez tanta diferançça tantas, tenho que esperar não sei quando minhas ASAS se regenera, não sei se se regenerarão, não sei! tenho fé em Deus que voltarão a cresces e eu voarei bem alto e meu Frank já esta com as asas dele e  voará  comigo voará. Sorriremos voando eu cantando e ele me olhando em quanto voamos, levarei na bolsa comida pra nos, posaremos em uma nuvem bem escolhida e comeremos, beberemos pedacinhos de nuvem para matar a sede ele bebeu a ultima agua que eu lhe dei antes de ir. Bebeu com muita ânsia. Estava com muita sede, mais não comeu, não comeu!

Sigo escrevendo.

domingo, 27 de março de 2016

''FRANK O REI''

"Quatro dias depois de perder o melhor, o maior amigo da minha vida, que nem se quer sabia falar.
Tenho certeza que pelo amor que ele  sempre teve e tem por mim e eu por ele nessa minha vida.
Eu vou reagir, preciso! mais não será fácil, ele dominou e domou o meu coração.
Se alguém me abordava e falava: que cachorro bonito, ele morde? ele olhava pra mim, muito lindo não esquecerei nunca.
Eu conhecia o olhar dele.
Acompanhou todo o meu processo de criação, todo o trajeto foi feito junto com ele sou uma pessoa abençoada, sou muito agradecido a Deus por colocar algo tão special para me acompanhar durante esses treze anos com ele. 
Ha mais ou menos dois anos alisando ele descobrimos um cachorrinho ali no baixo pescoço, perto da par dianteira do lado direito, antes do cachorrinho crescer levamos ao veterinário que examinou e pediu exame de sangue que acusou um "Linfoma" maligno,foram quase dois anos de tratamento, cirurgia, quimioterapia. Foram duas cirurgia acompanhada de quimio. Nunca desanimamos o Dr Paulo excelente profissional, agradecer a Nanci sua esposa e auxiliar excelentes pessoas. muitas vezes sentia que ele impotente diante daquele caso o FRANK conquistou eles também, conquistou os seus clientes com sua doçura, com sua mansidão. Quando chegávamos lá todo mundo falava com ele, olha ele esta bem melhor, mais eu sabia que não, eu sabia...
Eu tinha boas esperanças até um certo limite, sabia que a doença não ia ceder, eu sabia.
O Frank foi um animal sem igual, excepcional desde pequeno tinha um respeito ilimitado por agente. quando eu pequeno quando eu falava com ele jogava as orelhinhas pra traz e saia correndo pra longe do meu alcance, ele nasceu no Natal de 2002.Meus filhos teve que ajudar no parto, tinha cachorrinho de todas as cores,a mãe era uma Pit-Bull legitima, o pai um cachorro branco muito cabeçudo. na hora que eu o vi tava dentro do carro, pedi pra parar o carro, e prontamente o rapaz parou o carro e eu propus que  ele trouxesse o cachorro para cruzar com a Tequila a mãe do Frank e assim s deu o cruzamento e nascimento dos filhotes. Ficamos com "O REI FRANK".logo cedo notamos que ele era diferente, muito obediente, logo tomei conta dele, e sempre fui o primeiro no coração dele, como dizia minha filha. Eu fui o primeiro e a Gi minha filha a segunda.Chegou a hora de colocamos o nome dele, eu defendi o nome de "Pedra" e minha filha "Frank"  ai fizemos um acordo e ficou "Frank Pedra"Frank como todos o chamavam reinou durante sua vida toda, eu fui o seu maior amigo, uma espécie de cachorro seu, consegui lhe dar uma vida fácil, com muito amor, ele gostava de receber, muito carinhos, e prontamente distribuía em dobro, nunca saiu pra fora do portão sem mim. Nunca!Fico o tempo todo olhando nos lugares onde ele ficava, sempre em lugar que pudesse me ver, nunca pensei que ia perder ele, mais não perdi, ele esta me vendo, eu é que não posso  ver-lo. 
                   

quinta-feira, 17 de março de 2016

''URUBU MALANDRO''

Urubu sujeito sem jeito.
Não liga pra preconceito,
mais voam eu não!
Se se alimentam de restos
indigestos, mais voam eu não!
Desengonçados caminham no chão.
Voam alto, bem alto, eu não.

              FIM.
Autor: Euflavio Gois.
Euflavio Madeirart. 

terça-feira, 15 de março de 2016

''O BEIJA-FLOR A FLOR''

Eh vem a Escola de Samba eh vem!
Comissão de Frente, Enredo,
Samba  Enredo enredado de mistério
e de Magia eh vem!
Comissão de Frente, abre ala.
O grande Gira Sol, o Sol,
Os Passistas. A Maravilhosa Glenda.
as bolinhas de sabão, as ondas do Mar.
O mar...

''A minha Escola estava tão bonita''
A Musa Rainha da Bateria,
Artisticamente nua, crua.
A Fantástica Bateria os tra tra tralatratra
dos tamborins.
Monstros tenebrosos passeiam na
Marques de Sapucaí.
As arquibancadas tremem, canta.
A Porta-bandeira, a Flor. Mestre-sala Beija -flor.
Uma lágrima me cai, cai outra, mais outra.
Passa de meia noite. Frank dorme
carregando sua dor...

Falo nesse poema da União da Ilha,
do Salgueiro e Mangueira, Portela, Beija-flor.
Azul e branco, verde e rosa, outras cores,
muitas cores sambando juntas em um
clima de paixão.
E tome ala das baianas, tome velha guarda.
Tome alegorias, bateria.
Tudo tudo vai passando, coração acelerado,
bate bate sem para.
E ''A minha escola tava tão bonita'' na avenida.

A grande Águia da Portela, o Cavalo marinho,
o Dragão, o Gavião.
Comissão de frente, políticos sem cabeça,
sem coração na Marques P. Miguel.
Em Sapucaí tem natureza morta, tem viva.
O Salgueiro é Carnaval.
As baianas bailarina rodopiam na avenuida
colorida.
Destaco a raça, a graça, Tiro poesia da poesia
e canto porque isso é Carnaval.
''A minha escola estava tão bonita!''
Mesmo assim eu chorei. Sim eu chorei!

                FIM.

Autor: Euflavio Gois.
Fevereiro de 2016 Carnaval.

domingo, 13 de março de 2016

''VULTO BRANCO''

Deixo um pouquinho de mim
por onde passo.
Sozinho quero fazer a minha grande
cruzada, a minha grande jornada.
Eu quero fazer!
Olhar aguçado, procuro ver Deus!
Me vem uma lágrima, vem outra.
Eu quero ver Deus! preciso!
Tenho um sorriso iluminando
o meu rosto, o meu ser.

Vou sai um pouco de dentro de mim,
vou sai.Vou viajar, pisar em terras novas,
em terras nunca pisada antes em busca
de vida longa para meu cão.
Vou tanger a morte, espantar.
Vou abraçar a vida e trazer para ele.
Trazer e dar de presente pra ele.

O mundo com ele parece meu.
Eu  quero ver Deus,
falar com Deus.
Ainda não fiz nada juntos, nada:
Não o levei pra ver o Mar,
não levei em lugar algum!
Mesmo assim ele parece que so
tem olhos pra mim.
Eu sou tudo pra ele,
vejo isso nos seus doce olhar.

Amigos das cores, das flores,
do Vento, da Chuva, do Sol.
Amigos da arte, da musica.
Dos Gatos, das Borboletas...
Me cai uma lágrima, mais uma , mais outra,
eu olho pra o chão e falo com o coração:
Poetas amigos onde estão?
Me abracem, me abracem!
Me digam uma palavra, apenas uma palavra!
Coragem meu bom.

                    FIM.

Autor: Euflavio Gois.
São Paulo. Fevereiro de 2016.

quarta-feira, 2 de março de 2016

''OLHOS DE CRISTAL''

Em que pais,
em que hemisfério,
em que quadrante você esteve?
esquecida, escondida?
não lhe encontrei, e eu tinha tanto amor,
tanto...

Fui blindado, de você...
Caminhos opostos.
Destinos opostos.
Como uma folha levada pelo vento
que assoviava e sorria.
Fui levado para longe de você,
para longe também de mim.
E eu tinha tanto amor...
Tanto amor para te dar.

E você gosta de comer?
o que gosta de ouvir?
E seus cabelos como são? seus olhos?
Seus cabelos como são?
Que musica você gasta de ouvir?
Qual o seu nome? a onde você esta agora?
Eu queria lhe dizer algo lhe falar sobre o amor.

Fui arrastado por correntes marinhas,
abandonado depois em uma ilha qualquer.
Me perdi, perdi o verde,
virei folha seca, perdi a cor. o perfume.
virei folha seca ao Léo, até chorei.
Renasci, não respeitei semafro,
cruzei ponte sobre caudalosos rios,
mar revolto infestados de tubarões
Não a encontrei, voltei estou aqui feliz,
em outra arvore, sou folha verde perfumada.
Sou sim...


         FIM.

Autor Euflavio Gois
De 2016-Sp.

Morto não!
 

''FRANCA SOLIDÃO''

Hei você que com pinceis,
cores mil, com lápis de cor
e papel cansnn, compasso,
com régua, mais nem sempre,
em altas horas,
assistida por seu gato,
o seu cachorro Frank.
Eles e a franca solidão.

FIM

Autor: Euflavio Gois
de 2014.

''MINHA SINFONIA''

O meu jeitinho de ser.
O lugar de morar, o sorriso fácil.
O choro abundante, minha casa!
Onde nasceram meus filhos.
Nem palacete e nem barraco.
Uma casa , uma pequena casa.
Minha casa, éh, minha casa,
o mais importante lugar.
Meu Porto Seguro.
Onde chorei a perda da minha mãe,
e também do meu pai eu chorei.
Sorrir a chegada dos meus filhos
e brindei com Whisky nacional,
todos os três. GGF.
Onde o Sol me visita todo dia
e a Lua só de vez em quando.
Um dia irei embora, sim!
As arvores e todas as minhas coisas
irão chora e vão me procura ...

Nesse cantinho do Planeta eu mora,
estou ainda aqui, sim estou.
A vida passa correndo pelo tic tac, tic. Tic ta
do relógio centenário de parede.
Meus cabelos clarearam,
Estão prateados agora,
os meus olhos escureceram.
Éh escureceram, não são mais verdes!
Meus filhos criaram asas e voaram
sobre o som do tic tac. Tic a tac.
Bateram asas e voaram...

O Frank: O meu amigo Frank,
ficou, esta aqui, eu chamo Frank venha aqui,
Agora ele vem lento, devagar,
a idade esta pesada pra ele também.
Apaixonado por musicas.
De Caetano a Pink Floyd.
Amusica me comove, me transporta,
eu choro. EC DC, The Beatle, Luiz Gonzaga.
Até Godwin Beethoven, Chopin e ele ouvi comigo,
me ajuda a ouvir.
Existe uma grande guerra dentro de mim.
Aqui no meu coração.


             FIM.

Autor: Euflavio Gois.
auflavio madeirart.
em 2015

Obs: G. Gicelle. o outro G. Gabriel.
o F. Felipe.

terça-feira, 1 de março de 2016

BASTÃO EM PEROBA-ROSA DE Eufalvio Madeirart.
UMA FOTO MINHA E DO MEU CACHORRO FRANK.
ESSA É UMA ESCULTURA RECENTE FEITA COM UM GALHO DE PAU-BRASIL. MUITO EXPRESSIVA. ESTA NO ESTÚDIO JUNTAMENTE COM ALGUNS OUTROS TRABALHOS.