sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

''POVOS DAS AMERICAS''

EUFLAVIO GOIS.

euflavio madeirart.

'''POVOS DAS AMERICAS''

UM TRABALHO ESCULPIDO EM MADEIRA NOBRE. POR EUFLAVIO UM POETA ESCULTOR.
NASCIDO EM 1943 .
CONT . PARA ADQUIRIR ESSE TRABALHO E TEL 11 20354239 SÃO PAULO-BRASIL
PECA PARA COLECIONADOR OU QUEM ESTA PRETENDENDO SER..
QUEM COMPRAR LEVA UM POEMA DE BRINDE kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

740x520. esse trabalho .
ESSE TRABALHO É COMPOSTO
POR 164 ROSTOS. pertence ao acervo do artista. Artista Nordestino.

sábado, 19 de novembro de 2016

''O BEIJA-FLOR, A FLOR''

Éh vem a Escola de Samba eh vem!
Comissão de frente na frente.
O enredo enredado de mistério eh vem!
Abre ala ,Samba Enredo,
O Grande Gira Sol. o Sol!
Os passistas, a maravilhosa Glenda,
as bolinhas de sabão, as ondas do mar.

Há ''a minha escola estava tão bonita''
A musa, a Rainha da bateria
artisticamente nua e crua.
A Fantástica bateria.
As alegres alegorias,
os passista se exibem,
passos mágicos extrapolam.
Guerra das cores.
Muito azul, muito verde e amarelo.
O dorado brinca com o prata
na avenida parabéns.
A alegria tá no ar.

Olha olha que m vem lá!
Mestre sala

''O BEIJA-FLOR, A FLOR''

Éh vem a Escola de Samba eh vem!
Comissão de frente na frente.
O enredo enredado de mistério eh vem!
Abre ala ,Samba Enredo,
O Grande Gira Sol. o Sol!
Os passistas, a maravilhosa Glenda,
as bolinhas de sabão, as ondas do mar.

Há ''a minha escola estava tão bonita''
A musa, a Rainha da bateria
artisticamente nua e crua.
A Fantástica bateria.
As alegres alegorias,
os passista se exibem,
passos mágicos extrapolam.
Guerra das cores.
Muito azul, muito verde e amarelo.
O dorado brinca com o prata
na avenida parabéns.
A alegria tá no ar.

Olha olha que m vem lá!
Mestre sala

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

''UMA MICRO PLAINA ''

MICRO PLAINA . FEITA EM PRATA.

Euflavio Madeirart.

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

''PRANCHA''

ENTALHE E M ADEIRA DE JEQUITIBÁ 120X30 .


DE 2011-SP

domingo, 16 de outubro de 2016

''POVOS DAS AMÉRICAS''

UM TRABALHO MEDINDO MEDINDO 68X53 COM 238 PEÇAS COLADAS.
 PECINHAS DE PAU-BRASIL. PRODUZIDO ENTRE AGOSTO E OUTUBRO 2016.
Autor: um Nordestino ,

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

''POVOS DAS AMÉRICAS''

TRABALHO DE EUFLAVIO GOIS.
euflavio madeirart.2016.



ESSE TRABALHO É O PRIMEIRO DA NOVA SERIE ''POVOS DAS AMERICAS'' Considero um dos meus principais trabalhos meus. Autentico com madeira reciclada, uso madeira especias, por quer quero um trabalho que seja duro para os cupins e outros parasitas que amam se alimentar de madeira.kkkkk

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

''POVOS DAS AMERICAS''

ESSA TELA MEDE 60X42.
DE EUFLAVIO GOIS.


NORDESTINO CABRA DA PESTE, OBRA PRA COLECIONADOR.kkkkkkkkkkkkkkk.
EM MADEIRA DE PAU-BRASIL Cont. euflavio.lima@gmail.com
tel 01120354239

terça-feira, 4 de outubro de 2016

Euflavio Madeirart. 2016

sábado, 1 de outubro de 2016

''VAGA LUMES''

Ando agarrado a saudades!
Do passado só me restaram tudo: 
O fogão de lenha,
O ferro de engomar 
O café com farinha,
Os leitões no quintal,
as festas de São João.
as de Cosme e Damião,
Os pequenos carnavais.

Os banhos de Rio, O Rio.
As risadas sem fim.
O sorriso da menina, 
Um poema de Drummod,
Um Tango de Gardel.
Um samba de Noel. 
Um folheto de Cordel.

Ando agarrado a saudades!
Do passado só me restaram tudo: 
Os dias longos, as noites de lua cheia.
As noites escuras e quentes.
Os Vaga-lumes a brilhar.
As tardes nas matinés.
O sonho do menino dos olhos verdes.
O olhar perdido bem pra traz dos montes.
Se tornaria um orgulho para o seu povo.
O povo do seu lugar.
Ando agarrado a saudades,
do passado só me restaram tudo.


                    FIM.

Autor:Euflavio Gois
O poeta do entardecer.
Sp 2016. 



''IGREJINHA NA SERRA''


''IGREJINHA''

TELA DE EUFLAVIO GOIS .
essa tela foi esquecida na mudança. em São Miguel Paulista.

''O Beija-Flor a Flor.''

Eh vem minha Escola 
de Samba eh vem.
Comissão de frente.
O enredo enredado de mistério e magia.
O abre ala, o Samba Enredo.
O grande Gira Sol, o Sol.
Os passistas, a maravilhosa Glenda,
as bolinhas de sabão, as ondas do mar.

Eh ''A minha Escola estava tão bonita''
A musa, a Rainha da Bateria 
artisticamente nua crua.
A Fantástica Bateria, as alegres alegorias.
Os passistas se exibem, passos
mágicos extrapola.
Guerra das cores:
Muito azul, muito verde e amarelo,
o dourado brinca com o prata
na avenida parabéns! alegria tá no ar.
Olha olha quem vem lá!
Mestre-sala e Porta-bandeira.
Mestre-sala Beija-flor.
Porta-bandeira: a Flor,
que serpenteia com a bandeira
da Escola que carrega suas cores.

Ha ''A minha Escola estava tão bonita''
Uma viagem na História.
O enredo é rezado na Marques de Sapucaí.
A bateria, os tamborins tra tra látreia 
bonito, monstros passeiam cospem 
fogo, as arquibancadas cantam.
A Porta-bandeira a Flor,
O Mestre-sala Beija-flor.
Uma lagrima me cai, passa de meia noite.
Na minha frente agoniza meu 
Frank. Esta morrendo!
sim ele esta morrendo meu Deus!

Falo nesse Poema também da União
da Ilha,da Mangueira Beija-Flor 
de Nilopoli, o azul e branco, o verde 
e rosa, muitas cores sambando juntas
agora em paz, em um clima de paixão.
E tome ala das Baianas, tome velha guarda,
tome enredo, tome a alegoria. 
Bateria baterá por quer isso é carnaval.
Olha A grande Àguia da Portela,
O Cavalo Marinho, o gavião.
A comissão de frente Politico sem 
cabeça, sem coração é Mocidade.
Na Marques tem natureza morta,
tem viva. He ''A minha 
Escola estava tão bonita''


                 FIM

Autor: Euflavio Gois.
O Poeta do Entardecer.
SP 2016.




sexta-feira, 30 de setembro de 2016

EUFLAVIO MADEIRART. O POETA DO ENTARDECER.2016 SETEMBRO.

''PEIXE SAGRADO''

Fico pensando num mundo ideal.
Com pessoas sorrindo felizes.
Num mundo livre das guerras,
das pragas, dos agrotóxicos.
Num mundo repleto de vidas,
de cores, de flores, insetos,
passaros, anfíbios e reptes.
Num mundo de paz.

Pessoas sem pressa se abraçando,
falando todos a mesma lingua.
Não houvesse dinheiro,
nem rico, nem pobre,
não tivesse ambição e nem poder,
o ouro e a prata não tivesse valor,
que todos cuidasse de tudo,
os alimentos: folhas .flores e frutas.
O Peixe Sagrado.

Os Índios! há os Índios!
Fossem seres queridos
e amados por nos.
Os Mares, os Rios não tivesse
poluição.
Cada pessoa cuidasse de si
e do mundo, filhos e filhas,
de todos.
Que a morte fosse uma dadiva!
O amor. Há o amor!
fosse um grande bem!
Penso nessas coisas.


                 FIM.

Autor: Euflavio Gois.
O Poeta do entardecer.
SP 2016.

























1







1



quinta-feira, 29 de setembro de 2016

''VOU FALAR DAS MARGARIDAS'' De Euflavio Gois

Que mundo maravilhoso esse!
tenho pena de morrer.
Deixar essa terra cheia de delicias.
De frutas deliciosas,
mulheres maravilhosas, deliciosas.
Musicas lindas, Clássicas
End Rock Rol.

Nas Florestas longe dos holofotes,
longe de tudo os Gorilas e suas
famílias se alimentam de folhas,
ao envés de sangue...
As mães Gorilas amamentam
seus filhotes, acariciam e catam
os parasitas naturais.
Nas ruas Reinam os Cães.

Nas grandes cidades
o sobe e desse dos aviões.
Nos trilhos deslizam os trens.
''Para não dizer que não falei
da flores'' Vou falar das Margaridas.
Lindas, radiantes, delicadas,
maravilhosas.
Olho para as formigas, anfíbios
e reptes, a cobra Coral expressiva.

Mais uma vez as abelhas, o beija flor.
a menina de laço de fita, olhos azuis,
da Estrela Cadente e do Cruzeiro do Sul.
A balharina dançando,
'' O Lago do Cisne'', falar das Miragens,
das Gaivotas, um Coração.
Um Coração Transplantado batendo
num peito la da Africa do Sul.


                     FIM.

Autor: Euflavio Gois.
O entardecer de um Poeta.
SP2016.


quarta-feira, 28 de setembro de 2016

''COBRA NO BICO'' POEMA DE Euflavio Gois

Debando fujo, finjo,
me retiro do foco.
Não gosto de alvo fácil,
Longo, largo, me empequeno,
me torno invisível a olho nu.
Me agiganto quando estou solto.

Não sou passageiro,
mas sou condutor.
Vim pra ficar e vou...
Moldado, lapidado, esculpido,
me esquivo, pulo, me encanto,
as vezes exalo, não deixo sinal.
Não assino!

Sou um doce um mel.
Amargo um fel.
Não sou no limite.
De certo um livro aberto.

Não vivo estreio todos os dias.
Não nasci, surgi estou aqui,
Não remo contra o vento.
Até caminho contra o vento
se meu destino for...

Não corto caminho,
gosto de ver toda a paisagem.
Não fujo da luta, gosta da vitória.
Sou conquistador,
mas sou também da paz.

            FIM.

Autor: Euflavio Gois.
2016.





'' DESTROÇO'' 2016.

Não me reconheço.
Não respondo mais por mim.
Sou um troço, um destroço.
Virei estrutura retorcida,
sem contornos, ou retorno.
Sem retorno, sou figura.
Figurante eu quis dizer, eu disse!

A malvada Midim me tenta
lavar a mente.
Tenta levar como o vento
os meus ideais, os meus sonhos,
não consegue resisto,
sou um Aço quebro, não me dobro.
Já disse sou destroço.

Sou ferro torcido, Ruínas das Missões.
Agora sou Petralha declarado
doa a quem doer.
Sou vacinado, tenho Passaporte
mas vou ficar! quero ver onde vai dar...
Não me reconheço mais,
Não respondo mais por mim.
Eles não leram '' O Príncipe''
E já são Juízes.


                FIM

Autor: Euflavio
O Poeta do Amanhecer.

terça-feira, 27 de setembro de 2016

domingo, 25 de setembro de 2016

quinta-feira, 19 de maio de 2016

quinta-feira, 21 de abril de 2016

AQUI EU ESTAVA NA BIENAL DO LIVRO EM 2014-SP.




Euflavio Gois.

sexta-feira, 15 de abril de 2016

''FRANK REI''continuação.

O Frank reinou nas nossas vidas durante a sua vida cronológica que eu não sei calcular toda. Nos ensinou o lado instintivo dos animai eu admiro muito isso nos animais, o mesmo que desprezo o nosso comportamento no raciocino, para sermos bons precisamos de uma herança genética, os animais não. Em casa ele gostava de todo mundo, mais eu e a Gi ele amava, era nos que estava sempre defendendo ele do mal humor das outras pessoas de casa, ele confiava muito na gente. Em 2013 fui na Bahia e deixei ele, me arrependo muito de ter feito isso com meu bichinho, a Gi que não morava mais com agente tinha que vim em casa pra cuidar dele, eu achava que ela supria minha falta, me enganei, ele ficou o tempo todo que fiquei fora, ele não queria comer, só comia quando não aguentava mais, a Gi desesperada pedia pra eu voltar, mesmo assim demorei uns 18 dias na viagem, senti muito a falta dele, muito mesmo, mais confiava na Gi, pedi pra o Felipe meu filho que ficou que deixasse ele solto no quintal, ele deixava, assim ele ficava o tempo todo com os olhos grudados la pra fora , na esperança de me ver voltar, não tenho  com não chora  ao escrever essas coisas. Ele encheu minha vida de alegria, meu Deu como é difícil lembra desse bichinho querido. Frank você arrebentou a minha vida.
Mesmo assim foi muito bom viver com você, hoje dia 22 de abril sentir muito a sua falta, peguei um pequena manta preta que você~deitava  que eu tinha botado pra lavar e estou sentado em cima dela, você nunca sairá da minha presença, quando eu estiver morrendo se tiver um tempinho vou me lembra de você meu querido. A vida não tem sido fácil pra mim depois que você se foi, você me ajudava muito a tocar essa vida sem graça, sem liberdade, com uma pessoa que depende de mim pra tudo, chora me faz bem nessas horas, peço desculpa pra queles que pensam que chorar e pra os fracos eles não tem noção, chorar é assim como sorrir, só que uma reação inversa do riso. sorrir é coisa de fortes? então chorar também é. Em fim me consolo olhando suas fotos, que são centenas que eu tirei pra essas horas de saudades. Sinto muita falta de acordar e já encontra você me esperando pra a lida do dia.  Estava remexendo m umas fotos, encontrei uma serie de fotos, que eu estava esculpindo uma grande coruja de Peroba Rosa, isso foi a uns 4 anos a traz.
E o Frank esteve comigo a cada instante da criação dessa coruja ele dormia, de cansado acordava eu eu ali toc toc com o meus formões devastadores, esculpido, ele realmente me faz muita falta as vezes acho que não vou conseguir. Penso: e se eu não tivesse essas fotos? não tenho um dia que eu não lembre dele, meus amigos criadores desses animais maravilhosos, não poupe de lhe dar amor, eles realmente vale apena, não tem nada que vale mais apenas do que esse amor que damos a esses seres tão especiais, é inevitável que eu faça essa comparação: Tenho três filhos maravilhosos, criei com muito cuidado para não fazer nada errado para eles não verem, dei tudo que um bom pai possa dar. Educação, alimentação, até eles irem embora cuidar da suas vidas, nunca pedir nada para eles, tenho um certo orgulho por isso, estou aqui lutando com a mãe dele doente, não posso sai para me distrair, com a morte do Frank sinto grande necessidades de sai um pouco para me distrair, ir em alguns eventos. Sou um artista plástico, escultor dos baitas, um Poeta. em fim um artista multimídia, não aparecem ninguém para me ajudar a levar essa cruz. tive que cuidar do Frank por mais de dois anos na doença dele. O Frank não me deixava um minuto, sempre com aquele olhar de agradecimentos para mim, por causa dele me sinto um ser especial, muito especial.. Sei que algum deles vão ler esse texto, vão ficar melindrados, mais a realidade é essa, sou um ser humano especial sim o Frank me criou. eu sou muito agradecido a ele, com ele eu fui outra pessoa espero continuar sendo. Por isso eu falo amigos criadores desses bichos, pit-bull ou não, ele tem muito para nos dar, é só seguir, observa-los com carinho ficaria falando horas e horas sobre isso desse texto vai sai o meu terceiro livro. Se você tiver alguma história de um bicho me mande para mim ampliar minha história. O Frank foi um cachorro extraordinário,conquistou a  todos na clinica veterinária, quando chegávamos lá todos queria saber como ele estava, se estava comendo direitinho, se estava sofrendo, eu falava que ele não acusava dor. Ele não gemia, não chorava, algumas vezes de tanta dor ele, ele solto, que eu deixava ele sem a coleira, ele saia e entrava num quintal abandonado e ficava sofrendo lá até eu ir busca-lo. Meu irmão já se vão quase dois meses e eu não consigo tira ele das lembranças.. Não si como vai  ser, ele me ajudava muito a carregar a minha pesada cruz. Deus se o S
r Existe  me ajuda por favor.






Meus queridos que me ler desculpe se exagero nos repetido de algumas frases. Eu apenas quero mostra aqui nesses textos a importancia que um animal amigo como esse é importante na vida da gente, que passa avida todo correndo como baratas para não sermos pisados e esmagados.











quinta-feira, 14 de abril de 2016

FRANK REI continuação.

Me seguia por toda casa, desde a hora que eu levantava até a hora que ia deitar. Ele acabou pegando muitos costumes meu, ganhou de mim a calma, o jeito de ser, a generosidade, a paz. De tanto comer comigo ele ficou corpulento, mais pra gordo, comia, adorava comer o meu bagulhinho de laranja digo bagaçinho. É um mês sem ele, muito cruel, sinto a ausência dele toda hora, um vazio extraordinário,  não vejo nada que eu possa me agarrar, se ouso as minhas musicas ele vem na lembranças, ouvia as minhas musicas, as musicas que eu curtia.ele curtia e amava. eu olhava para ele quando tocava um Pink Floyd, The Beatles, Led Zepelim, AC DC,  Nos seus últimos dias de vida eu ligava  o som com musicas clássicas para acalma-lo e acalmava, ele deitava a sua grande cabeça bem pertinho da caixa de som e ouvia Beethoven, Mozart, Chopin, Wagner. ficava horas ouvido. Tenho a grande certeza que fui o seu cachorro também.  Com ele comecei a olhar os Cães de Rua com outro olhar, os cachorros de moradores de rua com um olhar muito especial, muito, vou fotografa eles. vou divulgar sempre com uma história de amor. Esses sim são verdadeiros amigos, eles acompanham seu ''donos'' o dia inteiro, comem e dorme com eles n a rua m qualquer lugarzinho. O Frank nunca se viu na rua sozinho, ele tinha medo das coisas da rua, tudo diferente, que representasse um perigo ele olhava pra mim, procurava a minha proteção. Eu gostava muito dele agir assim me dava muito mais segurança, já que ele era um Pit-Bull legitimo, as pessoas normalmente tinha muito medo dele.Uma vez fui abordado por uma viatura policial que me ameaçou, por eu esta com ele se a focinheira, eu não gostava de colocar, achava que era desconfortável além do mais eu confiava muito nele. O meu pit-bul era assim, um querido. Um PIT BULL Especial um Red.  Muito lindo, deserta  forma teve vida longa. Pequeno ainda pegou uma pneumonia nos obrigando a trazer ele pra dentro de casa onde ele viveu até agora, muito tempo minha filha dormia no sofá da sala, ela no sofá e ele ao seu lado, numa espécie de anjo da guarda, e que anjo da guarda! Maravilhoso aquela presença. muitas vezes eu acordava na noite para ficar olhando os dois dormindo. Hoje eu fui no veterinário para agradecer pela maneira carinhosa que meu bichinho foi tratado por eles. Dr Paulo e Nanci. uns queridos. me sinto na obrigação de visita-los sempre que poder.  O fato de saber que nunca mais vou esta com ele ao meu redor me enche de magoas, vontade de chorar num sabe? de gritar. Preciso de força, muita força para suportar isso. Vou precisar viajar, vou, aqui esta muito vazio, me aperta o coração em não saber onde ele esta, se esta bem, ou se é só cinzas o que restou depois de tanta luta. Ir lá na clinica Veterinária onde estivemos por quase dois anos foi muito triste, e trouxe muitas recordações. Quando chegávamos lá éramos querido, todos nos complementavam, falavam com o FRANK como um amigo ele era muito admirado lá, a Nanci chamava ele de anjinho. Ele durante sua vida foi um querido, eu levava ele pra passear todos os dias isso era muito lindo. Deixarei aqui um Rau, Rau, Rau de amizade e muita saudade dele meu lindo Frank. 

domingo, 10 de abril de 2016

''FRANK REI continuação''

Um mês sem ele, a casa parece outra, ele tinha os seus lugares de ficar, ele nunca foi um estorvo, sempre preenchendo os vazios da da casa e nossos, minha filha o amava e ainda ama, ela é dura mais com os bichinhos dela  é sem igual, muito sensível,   uma espécie de guardiã de gatos , cachorros tartarugas etc.  sofreu de mais quando teve que passar um tempo na Irlanda, fazendo curso, ele o Frank também sofreu muito, ele era assim, como um de nos. Vou falar da infância, um pouco da infância dele, apesar que ele sempre foi muito jovial, acho que extraia isso da convivência comigo. Eu sou um tipo jovial, não aparento a idade que tenho. ''Vivo me fiscalizando, o andar, o falar em fim a postura, o andar.'' Sou assim e pronto.kkk
Nasceu na noite de Natal de 2002 perto da meia noite, a mãe um pit Negra pavimentada, muito bonita tinha um andar lindo o seu caminhar, eu amava ela. o Frank foi escolhido entre três,  um branco muito elegante e um preto troncudo, ele ganhou a nossa preferência assim vamos ficar com esse, será? vamos sim ai ficamos dai pra frente foi só alegria os outros foram descartados, vendidos, dados. Ficamos com ele e a mãe, ficou com o leite da mãe sozinho  e cresceu muito forte, quando eu sentava para tomar o café da manhã ele sentava ao meu lado, e eu ia abastecendo ele com migalhas de pão e outros fiapos e com isso ele foi se apegando a mim. na hora do almoço a mesma coisa ele ficava o tempo todo me olhando e eu abastecia ele de comidinha, e ele ficava muito feliz e se apegava mais a mim isso era uma delicia. Nos últimos tempos eu ficava muito com ele, eu saia e saiu ainda muito pouco. Ele só aceitava que eu lhe desse banho, com a doença eu não lhe dei mais banho, mais ele era um sr muito limpo, perguntei para o Dr Paulo se eu podia dar banho nele? o Dr me falou que era melhor não. Esse período da doença dele foi muito cruel para nos, eu e a  Gi nos revezava nos cuidados com ele. Ele acabado não acusava doença, de tanto conforto que demos a ele, o próprio Dr Paulo Veterinária chegou a falar que fizemos de mais por  ele, tudo que nos queríamos era ver ele bem outra vez, ele era a nossa alegria, o nosso bem estar. Hoje fez um mês que ele se foi eu que era o primeiro no coraçãozinho dele com diz a Gi já chorei um pouco por ele, queria, quero lhe pedir desculpa por isso. Sei que ele não quer me ver assim de onde ele estiver, acho que ele esta em um lugar muito lindo como minhas amigas me falaram a amiga Rubia e Lucia Castro , me disseram que ele estava em um lugar muito lindo cercado de criancinhas e anjinhos, eu não sei se isso é possível, mesmo assim é muito bom acreditar que é assim que funciona com os animais queridos. Eu fui bombardeado de palavras de conforto de todos os lados, todos os amigos foram muito solidários,  por quer eles já passaram por isso também. Eu me sinto velho para criar outro bichinho, além do mais não quero lhe trai colocando outro no seu lugar, ele é insubstituível, será sempre no meu coração ele terá o seu lugar ou seja o lugarzinho dele esta lá, não será colocado outro no seu lugar.Amigos do bem foi muito bom para mim essa experiência de ter esse animal tão querido na minha vida, eu adquirir de graça muita bondade dele, peguei muito do seu comportamento. Rau, rau rau era assim que ele latia, nunca mais de três, latidos muito forte e decisivos, respeitado, também respeitava os cachorros que se aproximava dele. Rau, rau, rau, pra você meu lindo.

quarta-feira, 6 de abril de 2016

''FRANK REI'' continuação


Conquistamos muitos amigos pela vida afora e ainda vamos conquistar muitos, ficávamos horrorizados quando nos vinham noticias que um Pit-Bull tinha atacado alguém, eu achava impossível isso, achava!
Hoje mais um dia sem ele , sem a sua presença efetiva marcando território sempre, não esta sendo fácil para mim esse coração desbravador, me apanhei varias vezes chorando, olhos lacrimejantes, algumas alegrias, que eu procuro conter, sim conter, sua falta esta me fazedor muito só  vejo ele nos outros cachorros que sobram nas ruas, ainda hoje vi um morto atropelado na rua, pensei muito no meu Frank. Vou pra Bahia o mês que vem, vou procurar um estrela no céu e dar o seu  nome pra ela meu querido. FRANK PEDRA será o nome dessa estrela, quero uma estrela que fique perto do Cruzeiro do Sul, sei que todas tem nome, não importa ficará com dois nomes. Chamarei o prédio onde eu vou mora de Ed. Frank. Teve pouca vida. Se aproxima o dia que completara um mês da perda, já vai fazer  um mês que ele esta na sua nova morada. Um mês eu sem ele, não vejo mais ele se esforçando pra me acompanhar, no quintal, indo lá no fundo do quintal, a traz de mim.,ele não cansava nunca, era muito forte, enfrentou um cachorro negro furioso que o atacou. mais eu estava lá para separa lo. foram treze anos de grande amizade, e reconhecimento entre eu e ele, quando eu sentava ele deitava na minha frente e dormia de cansado, ali na minha frente ele era meu. Há exatamente um mês ele teve uma noite desesperadora, eu fiquei com ele até 1:30 da manhã, deixei ele dormindo e fui deitar, levantei uma vez para vê-lo, ele amanheceu deitadinho bem na porta do meu quarto, logo cedo fui no veterinário mais não o levei, ele não aguentaria ir. Falei o estado dele pra o veterináriaque preparou duas  ejeções que eu aplique quando cheguei em casa. Quando cheguei em casa ele estava bem ruim, muito triste, ele que era, foi um animal muito alegre, que dividia suas alegrias comigo, estava sem vida, com os olhos muito tristes. Ele não podia me ver bravo, ele ficava me olhando como que me pedisse calma. Sabe , no dia a dia temos momento de impaciência, ele ficava apavorado quando me via gritando.Saudade. do meu bichinho, nunca mais vou ser o mesmo. Quero pedir a todos os que lerem esses textos que ame seus animais especialmente o cachorro. Com tudo isso, essa vida inteira que vivemos eu e ele eu me transformei em outra pessoa, uma pessoa muito melhor, muito mais humana em fim eu era o seu cachorro, eu era o cachorro dele. Foi uma delicia  cuidar dele como eu cuidei, como eles merecem ser cuidados. Nesse dia 8/ 3 eu precisei sair para um compromisso que eu não me lembro qual foi, pedi a Gi que viesse ficar com ele, ela veio eu tinha deixado ele lá na área,  pra ele ficar olhando a rua, ela depois pegou ele e pos pra dentro de casa, ai ele não quis mais comer, coisa que ela adorava fazer, comia toda hora. nesse dia não quis comer. Quando cheguei em casa ele estava chorando de frio, embrulhei el com uma robe saída de banho, ele se acalmou, tinha momentos de muita dor gritava e se batia, e eu ali ao seu lado. a Gi já tinha ido embora , eu não estava vendo ele sofrendo. ele tinha momentos de pausas das dores e me olhava no meu canto do sofá coisa que ele fazia sempre que acordava, a primeira coisa que ele zazia era olhar para o meu lugar no canto do sofá. Esse dia 8 de março nunca será esquecido. quando deu 23;30 eu chamei a Gi e ela veio imediatamente e ficou comigo até ele ir embora. Um fato ''EXTRAORDINÁRIO QUE ACONTECEU NO SEU ULTIMO MINUTO DE VIDA EU NUNCA VOU ESQUECER: ELE ADQUIRIU FORÇAS ESTREMAS, LEVANTOU A CABEÇA OLHOU TODA A SALA E CORREU OS OLHOS EM TODOS CHE GOU EM MIM E PAROU O OLHAR'' A CABEÇA CAIU E ELE DEMOROU MAIS UNS TRINTA SEGUNDO AGONIZANDO E MORREU EU VENDO''

quinta-feira, 31 de março de 2016

''FRANK O REI'' continuação.

Tenho sentido muito a sua falta, ele preenchia a minha vida, tenho fotos lindas dele era um PIT-BULL errado, dócil de mais, o gato lhe tomava a cama ele ficava no chão enquanto o gato dormia nos seus panos, vivia com medo de qualquer coisa que entrasse voando onde ele tivesse. nois sorria muito do medo que ele tinha, eu saiia com ele sem a porra da focinheira, ele nunca precisou daquilo. uma vez uns policias nos abordaram para mandar eu por a focinheira nele eu falei que não precisava eles falou que levava eu e ele dai eu pus. Quando fora embora a viatura eu falava com ele você viu, você viu ele ficava olhando pra mim , bem nos meus olho, e assim agente ia vivendo muitto felizes. mais  quando eu pegava as meias e os sapatos ele já sabia que eu ia sair ai ele ficava triste não comia enquanto eu não voltava eu não acostumei trazer nada pra ele, mais não precisava trazer nada, os cachorros ama você por amar você e pronto. Ele são muito intensos acho que por viver muito pouco, pouco demais. E impressionante, falarei em todos os textos. no seus últimos trinta segundos de vida ele adquiriu  forças extras, levantou a cabeça e olhou o resumido espaço que ele tinha, me olhou profundo e morreu. E eu nunca o levei pra ver o mar! arrependimento não deu tempo, eles vivem muito pouco, não dar tempo pra nada. Amanhecia o dia e estava ali me esperando para mais um dia de aventura e eu estava sempre pra ele, aquele olhar  sempre me seguindo . ele ma achava muito lindo e eu era pra ele um Rei, eu era pra ele, como ele era pra mim.
Era um amor é um amor absurdo. Meu querido estarei aqui, sempre sentindo esse vazio. Um deserto, o fundo do Mar. Gostaria de saber onde você esta? gostaria de saber se você esta bem, se voce sente minha falta... Tenho a impressão que não fui legal com você, tenho a impressão que fiquei devendo muito pra voce meu lindo. Você nunca será substituído, nunca!
É claro que estou chorando, não sou de ferro, Você foi o bichinho mais importante é ainda  na minha vida. viver com você por perto foi maravilhoso, foi lindo, ganhei muita vida, muito bem estar, eu falava que voce era um cachorrinho de Deus lembra? eu falava. Espero que você arranje um anjo para lhe adotar. Por que aqui você teve cinco. Quero lhe pedir licença para viajar, sim Frank eu vou viajar, lembra aquela vez que eu viajei? você sofreu de mais, não comia, só comia quando não aguentava mais, meu lindo eu precisei fazer aquela viagem, precisei, agora vou precisar para ver se consigo trazer mais vida para mim e pra Dilma, ela ama viajar, vou também por ella. você vai me guardar dai de onde você estiver. Lembrarei de você onde eu estiver. Você será sempre o meu companheiro, correra comigo nas praias de Ilhéus correra. lembro das migalhas de comida que eu sempre deixava pra você e você comia com tanto gosto, da ultima agua que te dei, e como você bebeu. Meu filho desculpe algumas coisa desculpe. Desculpe por eu não ter te levado pra ver o Mar. Você só tinha 13 anos, eu pensava que você ia viver mais, muito mais... Vivera muito mais ai onde você estiver, veja se você consegue  me arrastar pra ficar com voce depoiskkk. assim viveremos juntos outra vez, outra vida.

quarta-feira, 30 de março de 2016

''FRANK REI'' Cotinuação.

O dia 8 de março foi um dia muito ruim, não me lembro por quer  eu tive que ficar fora por um tempo e a Gi ficou com ele. estou entendo lembra o que me fez ficar fora. coloquei ele deitado na área par ele ficar vendo a rua que ele tanto gostava, mas só saia se estivesse comigo.
Hoje dia 28/ 03 me bateu uma saudade muito grande dele, lembrei muito da companhia dele, eu acho que ele esta sentindo muito a minha falta. Eu tenho certeza, fico olhando os outros cachorros que vejo deitado nas ruas, nas estações de trem, nas marquises de lojas, me dar muito vontade de adota-los de leva esses bichinhos pra casa. penso que talvez eles gostam de viver assim em plena liberdade, de comer o que acha, ele gostam de comer tudo que ver, o meu só  comia comida industrializada, a base de conservantes, provavelmente essas comida são as causadoras de tantos problemas de saúde desses  animais, fico muito comovido, nunca mais serei o mesmo, sempre vou ter um olhar de carinho para esse bichinhos tão amoroso e tão desprezados na vida. O Frank era o seu nome. É o seu nome será sempre será. Imortalizei o seu nome no poema ''VULTO BRANCO'' Eu imortalizei. Ele tem um lugar muito quentinho no meu coração levarei ele sempre comigo aonde eu for. Ele era assim, adivinhava quando eu ia sai, ele ficava me olhando, me seguindo, quando eu pegava meias e sapatos e colocava na minha frente, ele só faltava chora, e as vezes até chorava baixinho. Nesse período da sua doença foi muito sofrimento muito.
Desde o dia que descobrimos aquele pequeno caroço no lado direito, tratamos de arranjar um bom veterinária através de conhecidos conseguimos um veterinária que cuidou dele, cuidou muito bem dele, foi comovente, ele se frustrou por não consegui salvar a vida dele. Não existe o normal sem o meu Frank não existe. Ele fazia muita diferença, os meus filhos também fazem, no meu jeito de ver a vida de viver com arte em fim de viver...Não tenho como colocar outro no seu lugar ele é um  ser insubstituível, além do mais eu não trairia ele, Dar dele esta me vendo, dar dele esta comigo e apenas eu não tenho capacidade de vê-lo!!! Até as pedras choram. Hoje eu estava esculpindo uma voluta de um violino e ouvindo a KISS. umas musicas que ouvíamos eu e ele me deu uma tristeza muito grande me deu! ele amava ficar comigo enquanto eu esculpia e eu com ele ali me inspirando. Meu Deus por quer não deixou ele mais um pouquinho comigo? por quer já sei  o Sr não gosta mais de mim né? Se o Sr poder me mande ele um pouquinho para ficar comigo eu preciso dele, A Dilma precisa de mim eu preciso dela, meu coração esta cheio de amor estou de asas quebradas, preciso voar no mundo que o Sr me deu, eu quero meu Deus! ele viveu tão pouco comigo, fez tanta diferançça tantas, tenho que esperar não sei quando minhas ASAS se regenera, não sei se se regenerarão, não sei! tenho fé em Deus que voltarão a cresces e eu voarei bem alto e meu Frank já esta com as asas dele e  voará  comigo voará. Sorriremos voando eu cantando e ele me olhando em quanto voamos, levarei na bolsa comida pra nos, posaremos em uma nuvem bem escolhida e comeremos, beberemos pedacinhos de nuvem para matar a sede ele bebeu a ultima agua que eu lhe dei antes de ir. Bebeu com muita ânsia. Estava com muita sede, mais não comeu, não comeu!

Sigo escrevendo.

domingo, 27 de março de 2016

''FRANK O REI''

"Quatro dias depois de perder o melhor, o maior amigo da minha vida, que nem se quer sabia falar.
Tenho certeza que pelo amor que ele  sempre teve e tem por mim e eu por ele nessa minha vida.
Eu vou reagir, preciso! mais não será fácil, ele dominou e domou o meu coração.
Se alguém me abordava e falava: que cachorro bonito, ele morde? ele olhava pra mim, muito lindo não esquecerei nunca.
Eu conhecia o olhar dele.
Acompanhou todo o meu processo de criação, todo o trajeto foi feito junto com ele sou uma pessoa abençoada, sou muito agradecido a Deus por colocar algo tão special para me acompanhar durante esses treze anos com ele. 
Ha mais ou menos dois anos alisando ele descobrimos um cachorrinho ali no baixo pescoço, perto da par dianteira do lado direito, antes do cachorrinho crescer levamos ao veterinário que examinou e pediu exame de sangue que acusou um "Linfoma" maligno,foram quase dois anos de tratamento, cirurgia, quimioterapia. Foram duas cirurgia acompanhada de quimio. Nunca desanimamos o Dr Paulo excelente profissional, agradecer a Nanci sua esposa e auxiliar excelentes pessoas. muitas vezes sentia que ele impotente diante daquele caso o FRANK conquistou eles também, conquistou os seus clientes com sua doçura, com sua mansidão. Quando chegávamos lá todo mundo falava com ele, olha ele esta bem melhor, mais eu sabia que não, eu sabia...
Eu tinha boas esperanças até um certo limite, sabia que a doença não ia ceder, eu sabia.
O Frank foi um animal sem igual, excepcional desde pequeno tinha um respeito ilimitado por agente. quando eu pequeno quando eu falava com ele jogava as orelhinhas pra traz e saia correndo pra longe do meu alcance, ele nasceu no Natal de 2002.Meus filhos teve que ajudar no parto, tinha cachorrinho de todas as cores,a mãe era uma Pit-Bull legitima, o pai um cachorro branco muito cabeçudo. na hora que eu o vi tava dentro do carro, pedi pra parar o carro, e prontamente o rapaz parou o carro e eu propus que  ele trouxesse o cachorro para cruzar com a Tequila a mãe do Frank e assim s deu o cruzamento e nascimento dos filhotes. Ficamos com "O REI FRANK".logo cedo notamos que ele era diferente, muito obediente, logo tomei conta dele, e sempre fui o primeiro no coração dele, como dizia minha filha. Eu fui o primeiro e a Gi minha filha a segunda.Chegou a hora de colocamos o nome dele, eu defendi o nome de "Pedra" e minha filha "Frank"  ai fizemos um acordo e ficou "Frank Pedra"Frank como todos o chamavam reinou durante sua vida toda, eu fui o seu maior amigo, uma espécie de cachorro seu, consegui lhe dar uma vida fácil, com muito amor, ele gostava de receber, muito carinhos, e prontamente distribuía em dobro, nunca saiu pra fora do portão sem mim. Nunca!Fico o tempo todo olhando nos lugares onde ele ficava, sempre em lugar que pudesse me ver, nunca pensei que ia perder ele, mais não perdi, ele esta me vendo, eu é que não posso  ver-lo. 
                   

quinta-feira, 17 de março de 2016

''URUBU MALANDRO''

Urubu sujeito sem jeito.
Não liga pra preconceito,
mais voam eu não!
Se se alimentam de restos
indigestos, mais voam eu não!
Desengonçados caminham no chão.
Voam alto, bem alto, eu não.

              FIM.
Autor: Euflavio Gois.
Euflavio Madeirart. 

terça-feira, 15 de março de 2016

''O BEIJA-FLOR A FLOR''

Eh vem a Escola de Samba eh vem!
Comissão de Frente, Enredo,
Samba  Enredo enredado de mistério
e de Magia eh vem!
Comissão de Frente, abre ala.
O grande Gira Sol, o Sol,
Os Passistas. A Maravilhosa Glenda.
as bolinhas de sabão, as ondas do Mar.
O mar...

''A minha Escola estava tão bonita''
A Musa Rainha da Bateria,
Artisticamente nua, crua.
A Fantástica Bateria os tra tra tralatratra
dos tamborins.
Monstros tenebrosos passeiam na
Marques de Sapucaí.
As arquibancadas tremem, canta.
A Porta-bandeira, a Flor. Mestre-sala Beija -flor.
Uma lágrima me cai, cai outra, mais outra.
Passa de meia noite. Frank dorme
carregando sua dor...

Falo nesse poema da União da Ilha,
do Salgueiro e Mangueira, Portela, Beija-flor.
Azul e branco, verde e rosa, outras cores,
muitas cores sambando juntas em um
clima de paixão.
E tome ala das baianas, tome velha guarda.
Tome alegorias, bateria.
Tudo tudo vai passando, coração acelerado,
bate bate sem para.
E ''A minha escola tava tão bonita'' na avenida.

A grande Águia da Portela, o Cavalo marinho,
o Dragão, o Gavião.
Comissão de frente, políticos sem cabeça,
sem coração na Marques P. Miguel.
Em Sapucaí tem natureza morta, tem viva.
O Salgueiro é Carnaval.
As baianas bailarina rodopiam na avenuida
colorida.
Destaco a raça, a graça, Tiro poesia da poesia
e canto porque isso é Carnaval.
''A minha escola estava tão bonita!''
Mesmo assim eu chorei. Sim eu chorei!

                FIM.

Autor: Euflavio Gois.
Fevereiro de 2016 Carnaval.

domingo, 13 de março de 2016

''VULTO BRANCO''

Deixo um pouquinho de mim
por onde passo.
Sozinho quero fazer a minha grande
cruzada, a minha grande jornada.
Eu quero fazer!
Olhar aguçado, procuro ver Deus!
Me vem uma lágrima, vem outra.
Eu quero ver Deus! preciso!
Tenho um sorriso iluminando
o meu rosto, o meu ser.

Vou sai um pouco de dentro de mim,
vou sai.Vou viajar, pisar em terras novas,
em terras nunca pisada antes em busca
de vida longa para meu cão.
Vou tanger a morte, espantar.
Vou abraçar a vida e trazer para ele.
Trazer e dar de presente pra ele.

O mundo com ele parece meu.
Eu  quero ver Deus,
falar com Deus.
Ainda não fiz nada juntos, nada:
Não o levei pra ver o Mar,
não levei em lugar algum!
Mesmo assim ele parece que so
tem olhos pra mim.
Eu sou tudo pra ele,
vejo isso nos seus doce olhar.

Amigos das cores, das flores,
do Vento, da Chuva, do Sol.
Amigos da arte, da musica.
Dos Gatos, das Borboletas...
Me cai uma lágrima, mais uma , mais outra,
eu olho pra o chão e falo com o coração:
Poetas amigos onde estão?
Me abracem, me abracem!
Me digam uma palavra, apenas uma palavra!
Coragem meu bom.

                    FIM.

Autor: Euflavio Gois.
São Paulo. Fevereiro de 2016.

quarta-feira, 2 de março de 2016

''OLHOS DE CRISTAL''

Em que pais,
em que hemisfério,
em que quadrante você esteve?
esquecida, escondida?
não lhe encontrei, e eu tinha tanto amor,
tanto...

Fui blindado, de você...
Caminhos opostos.
Destinos opostos.
Como uma folha levada pelo vento
que assoviava e sorria.
Fui levado para longe de você,
para longe também de mim.
E eu tinha tanto amor...
Tanto amor para te dar.

E você gosta de comer?
o que gosta de ouvir?
E seus cabelos como são? seus olhos?
Seus cabelos como são?
Que musica você gasta de ouvir?
Qual o seu nome? a onde você esta agora?
Eu queria lhe dizer algo lhe falar sobre o amor.

Fui arrastado por correntes marinhas,
abandonado depois em uma ilha qualquer.
Me perdi, perdi o verde,
virei folha seca, perdi a cor. o perfume.
virei folha seca ao Léo, até chorei.
Renasci, não respeitei semafro,
cruzei ponte sobre caudalosos rios,
mar revolto infestados de tubarões
Não a encontrei, voltei estou aqui feliz,
em outra arvore, sou folha verde perfumada.
Sou sim...


         FIM.

Autor Euflavio Gois
De 2016-Sp.

Morto não!
 

''FRANCA SOLIDÃO''

Hei você que com pinceis,
cores mil, com lápis de cor
e papel cansnn, compasso,
com régua, mais nem sempre,
em altas horas,
assistida por seu gato,
o seu cachorro Frank.
Eles e a franca solidão.

FIM

Autor: Euflavio Gois
de 2014.

''MINHA SINFONIA''

O meu jeitinho de ser.
O lugar de morar, o sorriso fácil.
O choro abundante, minha casa!
Onde nasceram meus filhos.
Nem palacete e nem barraco.
Uma casa , uma pequena casa.
Minha casa, éh, minha casa,
o mais importante lugar.
Meu Porto Seguro.
Onde chorei a perda da minha mãe,
e também do meu pai eu chorei.
Sorrir a chegada dos meus filhos
e brindei com Whisky nacional,
todos os três. GGF.
Onde o Sol me visita todo dia
e a Lua só de vez em quando.
Um dia irei embora, sim!
As arvores e todas as minhas coisas
irão chora e vão me procura ...

Nesse cantinho do Planeta eu mora,
estou ainda aqui, sim estou.
A vida passa correndo pelo tic tac, tic. Tic ta
do relógio centenário de parede.
Meus cabelos clarearam,
Estão prateados agora,
os meus olhos escureceram.
Éh escureceram, não são mais verdes!
Meus filhos criaram asas e voaram
sobre o som do tic tac. Tic a tac.
Bateram asas e voaram...

O Frank: O meu amigo Frank,
ficou, esta aqui, eu chamo Frank venha aqui,
Agora ele vem lento, devagar,
a idade esta pesada pra ele também.
Apaixonado por musicas.
De Caetano a Pink Floyd.
Amusica me comove, me transporta,
eu choro. EC DC, The Beatle, Luiz Gonzaga.
Até Godwin Beethoven, Chopin e ele ouvi comigo,
me ajuda a ouvir.
Existe uma grande guerra dentro de mim.
Aqui no meu coração.


             FIM.

Autor: Euflavio Gois.
auflavio madeirart.
em 2015

Obs: G. Gicelle. o outro G. Gabriel.
o F. Felipe.

terça-feira, 1 de março de 2016

BASTÃO EM PEROBA-ROSA DE Eufalvio Madeirart.
UMA FOTO MINHA E DO MEU CACHORRO FRANK.
ESSA É UMA ESCULTURA RECENTE FEITA COM UM GALHO DE PAU-BRASIL. MUITO EXPRESSIVA. ESTA NO ESTÚDIO JUNTAMENTE COM ALGUNS OUTROS TRABALHOS.
 

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Em que pais, 
em que hemisfério,
em que quadrante,
você esteve, você esta.
Ou esteve sempre perto.,
aqui e eu nunca a vi.
Eu sempre tive muito amor,
muito muito muito...

Não respeitei Semáforo.
Passei muita vezes o vermelho.
Cruzei pontes sobre rios caudalosos, 
eu cruzei, mas o vento.
O vento me levava sorrindo
para bem longe, acho que ele sabia
onde você estava, sabia.
Não sei se você existiu, não sei!  
Eu tinha muito amor, eu tinha!
Fui blindado engessado... 

O que você gosta de ouvir?
O que você gosta de comer ?
Onde você esteve todo esse tempo?
E seus olhos como são que cor são?
Desculpe amor não ter chegado
para te amar, me desculpe.
Ventos contrários me impediram,
Correntes marinhas, vendavais 
barreiras de Corais não cheguei
para te amar, não cheguei...

Eu tinha tanto amor para te dar!

Ainda irei para o Inferno, irei... 
Atravessei mares infestado 
de tubarões, barreira de corais,



Mesmo assim não respeitei
semáforos, passei o vermelho.
Atravessei pontes sobre rios
caudalosos eu cruzei.
Mais o vento sorridente me
levava para longe,
bem pra longe de você.
Não sei se você existe,
eu não sei!

Desculpe amor!
não cheguei.
Algo me impediu. 
Ventos contrários, 
correntes marinhas,
vendavais, barreira de corais 
não cheguei para te amar...

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016